“José Antônio da Silva: um caipira moderno”

“José Antônio da Silva: um caipira moderno” reúne trabalhos de José Antônio da Silva (Sales de Oliveira, SP, 1909 – São Paulo, SP, 1996) das décadas de 1930 a 1990. Com curadoria de Odécio Visintin Rossafa Garcia, são apresentadas cerca de 60 obras, divididas em 8 seções.

Silva foi um homem muito apegado à sua fé católica representada por suas igrejas nas quais os colonos sempre se encontravam durante as missas. Ser caipira também é, entre muitas outras coisas, ser festeiro. As obras de José Antônio evidenciam esse aspecto – primeiro com as brincadeiras de crianças, e depois com os folguedos adultos, como o de São João, da Festa de Reis, Natal, Páscoa e as quermesses. O mundo dos tropeiros, profissão e atuação que o pintor exerceu com seu pai na adolescência, é representada de maneira singular na seção sobre o tropeirismo.

A exposição também apresenta registros e retratos do seu último amor: Graciete Ferreira Borges – mulher guerreira e nordestina da Bahia, que esteve presente até seus últimos anos de vida. Foram inseridas peças pintadas por ela a partir da paleta de cores e telas do próprio Silva.

Odécio Visintin Rossafa Garcia
Curador

blank
blank
BR EN ES
AllEscortAllEscort